Como começar a programar do zero

Article by ·

Você conhece a profissão de programador? Ele é o responsável por desenvolver – como o próprio nome indica – programas e softwares, podendo ser de desktop ou mobile. Ou, nas palavras de Matheus Alves, que trabalha na área: “O trabalho do programador é transformar ideias e designs em realidade usando uma linguagem que o computador entenda”.

Embora tenha se formado em Administração pela USP (Universidade de São Paulo), Matheus começou a estudar programação por conta própria e hoje trabalha de maneira remota – o que o permitiu conhecer a América Latina e diferentes cidades do Brasil, já que precisa apenas de um computador e um lugar com internet para trabalhar. Quer se inspirar nessa história e aprender a programar do zero? Fica tranquilo, que ele dá as dicas!

Existe faculdade de programação?

Para atuar na área muitas pessoas investem em faculdades do ramo de TI (a famosa Tecnologia da Informação), como Sistemas de Informação e Ciência da Computação. Nelas você aprende a programar com diferentes tipos de códigos, mas também há cursos mais voltados para esse objetivo. Caso você queira trabalhar formalmente em uma empresa, ter um diploma de nível superior é o mais indicado. Já se a ideia é empreender, saiba que nessa área experiência é mais valorizada que o canudo em si.

Como começar a programar

Se você não possui dinheiro ou tempo para investir em uma universidade, saiba que é possível sim aprender a programar sem gastar um centavo com isso. Foi o que fez Matheus Alves. “Eu fiz vários cursos online porque queria virar freela. Estudei sozinho como hobby por 2 anos e, quando precisei de dinheiro, comecei a trabalhar com isso”, lembra.

Além de ver vídeos no YouTube, Matheus caiu de cabeça no site freeCodeCamp. Embora ele seja em inglês, seu objetivo é bem legal: ensinar as pessoas a programar de graça para que elas possam, em troca, treinar as novas habilidades criando softwares para ONGs.

Programas que facilitam a vida do programador

Existem diferentes programas que podem facilitar a vida de um programador. No caso de Matheus Alves, o software que ele indica é o Visual Studio Code. “Esse é o que eu uso para escrever os meus códigos”, conta. Já quando se trata de falar com o cliente, sua dica é o Slack. Ele funciona como uma espécie de Skype, mas é mais indicado para o meio corporativo. A melhor parte é que ele pode ser acessado tanto do computador quanto do celular, já que possui um app próprio. Legal, né? Agora que você já tem todas essas dicas, pode cair de cabeça no mundo da programação sem medo!